5 dicas incríveis de qualidade de vida para a família

Qualidade de vida para a família é muito mais do que viver confortável ou financeiramente estável. Significa ter saúde, boa convivência e se sentir realmente feliz e satisfeito.

Contudo, a rotina diária, os afazeres do trabalho e os compromissos sociais acabam nos afastando das coisas boas e saudáveis da vida. As consequências são várias: fadiga, estresse e problemas de saúde, além da dificuldade de comunicação com os familiares.

Se você quer evitar todos esses problemas e conquistar mais qualidade de vida para a família, veja a seguir as cinco dicas que preparamos!

1. Coloque a sua família na agenda

Você sempre coloca compromissos na sua agenda, por que não colocar também as atividades em família? Delimitar um horário ou um dia para se dedicar apenas a esses momentos especiais é uma ótima forma de se planejar.

No entanto, isso não significa que a ocasião se tornará apenas mais um compromisso, mas sim algo que você precisa fazer por si mesmo e por eles.

Pense em quantas vezes você parou para conversar com seus filhos, marido ou esposa nos últimos dias e busque aumentar esse tempo. Para além das atividades corriqueiras, será que você não consegue uma hora para brincar com os pequenos à noite? Pode ser logo após a janta, por exemplo.

Pergunte ao seu companheiro como foi o dia, como ele se sente e o que você pode fazer. Às vezes, a outra pessoa precisa ser ouvida ou é você que precisa conversar.

Adolescentes também gostam de conversar e de algumas brincadeiras. Meia hora no videogame ou meia hora de diálogo aproximará vocês. Acostumar-se com isso vai melhorar a relação entre ambos — e você também vai se distrair um pouco.

Ter um dia inteiro ou uma tarde para os filhos ou cônjuge é também importante. Você pode convidá-los para ver um filme, fazer um churrasco em casa ou até mesmo andar de bicicleta no bairro. O importante é estarem juntos e se conectando.

2. Faça mais atividades fora de casa

Qual foi a última vez que vocês saíram juntos para um passeio diferente? Se você nem se lembra mais da resposta, que tal visitar um ponto turístico da cidade? Uma atividade simples, mas que na correria do dia a dia fica esquecida.

Com certeza existe algo novo na sua região que você ainda não conhece ou uma atração que passou por uma reforma ou revitalização. Pronto: eis um motivo para visitar novamente esse local. Dessa vez, em família!

Para garantir que o programa dê certo, combine antes e explique o porquê dessa ideia. Diga que faz tempo que vocês não saem e que deseja ter um momento com todos.

Se houver resistência dos filhos adolescentes, por exemplo, incentive-os contando tudo que vocês poderão fazer no local ou avisando que depois do passeio vai ter um almoço especial em um lugar que eles gostam.

É importante escolher um programa que tenha a ver com os filhos e com as demais pessoas envolvidas. Na dúvida, pergunte a elas.

Esse tipo de atividade é mais uma forma de conexão com a família. Além disso, vai tirá-los de casa e dos aparelhos eletrônicos, proporcionar uma nova experiência e, claro, garantir muita diversão.

3. Comece a praticar exercícios físicos

Impossível falar em qualidade de vida sem falar em exercícios físicos. Então, busque uma atividade que lhe satisfaça e incentive a família a fazer o mesmo. Existem inúmeras formas de se exercitar, e com certeza uma delas vai agradar vocês.

Para quem faz o tipo sedentário, uma dica é começar colocando pequenas metas para facilitar. Se você quer descobrir uma atividade que lhe dê prazer, comece marcando aulas experimentais e depois comprometa-se a conhecer ao menos duas por semana.

Quando encontrar algo que goste, trace uma meta mais fácil, como ir duas vezes por semana e vá aumentando. A ideia é tornar o processo mais simples para lhe ajudar a persistir.

Se você já pratica exercícios, procure destacar para os familiares o quanto se sente bem ao fazer isso. Explique que é possível escolher qualquer tipo de atividade física, mas que o importante é começar.

Outra alternativa é propor um esporte para ser feito em família. Andar de bicicleta, jogar futebol, nadar… todas essas opções são formas de se exercitar de maneira divertida. Um membro pode incentivar o outro, e assim todos passam a ter uma vida mais saudável.

4. Tenha um verdadeiro lar

O lugar que você mora satisfaz toda a família? Se alguém está infeliz, talvez seja hora de pensar em mudar.

Viver em um bairro seguro e tranquilo é algo bom para todos. Imagine-se fazendo um churrasco no domingo ou recebendo os amigos na sexta à noite. Quando a família se sente em casa, ela vive mais feliz.

Crianças gostam de brincar e, para isso, um quintal grande ou um bom espaço de convivência no condomínio são ideais. Já os adolescentes precisam se sentir parte de um grupo — e um lugar com mais pessoas da idade deles será interessante.

Estude as possibilidades e os benefícios que você terá ao escolher um novo local para morar. Os espaços para a união da família importantes, mas também é imprescindível que todos possam ter sua intimidade. Entenda as necessidades de cada um na hora de escolher o imóvel.

5. Alimente-se bem e em família

Qualidade de vida é também ter saúde. Por isso, é fundamental se alimentar bem, substituindo os doces por frutas, as frituras pelos assados e os refrigerantes por sucos.

Com uma reeducação alimentar, toda a família vai se sentir mais saudável e estará se prevenindo de doenças e da obesidade.

Outra atitude positiva é procurar fazer uma refeição ao dia juntos. Convide a família para se sentar à mesa. Esse momento é ótimo para a socialização: enquanto você come, passa um tempo com aqueles que ama. Crianças e adolescentes vão se sentir mais motivados a comer bem e você poderá, inclusive, aproveitar o momento para educar e orientar.

Como você pode perceber, essas dicas são relativamente fáceis de serem colocadas em prática. É claro que realizar uma mudança demandará planejamento, mas você já estará prezando pela qualidade de vida da família ao parar para pensar no bem-estar de todos.

Já que essa é a meta, começar por você será certamente um bom incentivo. No começo pode existir resistência, mas depois que todos perceberem como é bom conviver com quem se ama, é muito provável que tudo melhore.

Conhece mais gente que está precisando melhorar a qualidade de vida para a família? Então compartilhe este texto agora mesmo em suas redes sociais!

5 Comentários

    • Avatar
      ECAP Engenharia Responder

      Muito Obrigado! Sua opinião é muito importante para aprimorarmos o nosso BLOG.

  1. Pingback: 4 inovações para casa que você precisa conhecer

  2. Pingback: Loteamento e condomínio fechado: você sabe qual é a diferença?

  3. Pingback: 7 respostas para saber como montar sua horta vertical

Escreva um comentário