Piso para a sala: mármore, porcelanato ou granito. Qual escolher?

Uma casa aconchegante e confortável precisa ser pensada em diversos aspectos, que vão do acabamento à decoração. Um item básico, mas muito importante para deixar o seu lar mais agradável é o piso. Uma boa forma de começar é com a escolha do piso para a sala. A partir dele, você pode estender a mesma padronagem para outros ambientes, ou optar por outros acabamentos que combinem com esse cômodo.

As opções são várias, mas, para ajudar você, vamos falar de três soluções: porcelanato, mármore e granito. Todos eles são bastante sofisticados e muito bonitos. Na hora de decidir, considere a forma como a sala será utilizada e como se espera que fique o resultado final. Conheça mais sobre cada um dos pisos para fazer a escolha certa para você.

Porcelanato: variedade e praticidade

O porcelanato é um dos revestimentos mais utilizados em casas e apartamentos, tanto em áreas internas quanto externas. Ele está disponível nos mais variados tamanhos, padronagens e formatos para agradar diversos gostos. O custo é menor, se comparado ao mármore ou ao granito, mas proporciona requinte e sofisticação tanto quanto as pedras naturais.

O porcelanato é pouco poroso e, por isso, mais resistente a manchas. Ele pode ser limpo com água e sabão neutro e não exige cera ou produtos impermeabilizantes. Os preços variam conforme o estilo e padrão das peças, sendo que as maiores tendem a ser mais caras, mas proporcionam aspecto mais refinado para a sala. A vantagem é que você encontra modelos muito parecidos com as pedras naturais.

Um cuidado importante é com relação a choques. Bater no piso com algo pesado pode quebrá-lo e aí será necessário fazer a troca. Por isso, no momento da reforma ou construção, ao comprar o porcelanato, sempre adquira um pouco a mais para guardar para essas emergências. É importante comprar tudo junto, porque o porcelanato pode ter diferença de cor, conforme o lote.

Por fim, existem três tipos de acabamentos: acetinado, rústico e polido. O porcelanato acetinado não mancha e nem risca com facilidade. Ele tem aquele efeito fosco que o torna mais fácil de limpar e pode ser usado na casa toda, mas também na área externa, área gourmet e garagens.

Já o porcelanato polido é o de acabamento brilhante. É ótimo para salas de estar e jantar por ter uma estética mais refinada. A desvantagem é que ele risca com facilidade e é mais escorregadio que os outros.

O acabamento rústico no porcelanato é aquele que apresenta textura. Alguns imitam tão bem que chegam a confundir, mas são ótima solução para substituir acabamentos naturais, como a madeira, o granito e o mármore. Eles não escorregam e são bastante resistentes.

Mármore: elegância e requinte

O mármore é uma pedra natural nobre e elegante, e pode ser usada tanto em acabamentos sobre bancadas, em soleiras e revestimento, quanto no piso. Apesar de muito luxuoso quando usado no chão, o mármore é menos resistente e mais poroso do que o granito e o porcelanato.

Você pode encontrar diversas cores e modelos de mármore, sendo que a sua principal característica são os veios bastante marcados, dando um aspecto muito bonito e interessante.

O travertino é uma das padronagens mais clássicas e utilizadas. Para ficar ainda mais elegante, o ideal é que a instalação seja bem-feita, de forma que quase não se dê para ver a junção das peças.

O mármore é excelente para regiões de clima quente, por acrescentar um toque frio ao ambiente. Para aquecer, invista em aquecimento térmico no piso e nos tapetes. Ele traz um ar de limpeza, tranquilidade e remete às esculturas da Grécia Antiga.

Escolher o mármore exige que você tenha um cuidado a mais na hora de limpar. Ele não é tão resistente, e pode riscar e manchar com facilidade. Se a sua sala tem bastante circulação de pessoas, esse talvez possa não ser o melhor acabamento.

Além disso, a alta porosidade faz com que o mármore absorva qualquer líquido que caia sobre ele, provocando manchas se não for limpo logo em seguida. Impermeabilizar as peças e evitar produtos alcalinos são boas práticas para aumentar a durabilidade do material.

Granito: durabilidade e sofisticação

O Granito é um bom meio termo entre o mármore e o porcelanato. É bastante durável e prático como o porcelanato, mas tem o requinte da pedra natural. Ele é resistente a arranhões e é pouco poroso, ou seja, praticamente não absorve água e outros líquidos. Todas essas vantagens o tornam em uma ótima opção para salas com bastante circulação.

Existem diversas cores e modelos de granitos. A diferença dele para o mármore, além da composição, é que, no granito, as marcas e os veios são menos marcados. O custo é um pouco menor que o mármore e, para um visual mais bonito, o ideal é usar a mesma pedra também em outros cômodos de uso comum, como a sala de jantar e a cozinha. Assim como o mármore, quanto maior o tamanho das peças, mais bonito o efeito final no chão.

Outra vantagem do granito é que é possível polir a superfície do piso para renovar e retirar eventuais riscos e manchas que aparecem com o tempo. A limpeza também é bem fácil, sendo necessário apenas água e sabão.

Um último detalhe: o piso de granito precisa ser assentado com junta seca, pois ele não absorve a água da argamassa tradicional como outros pisos, e pode ficar desnivelado se não for usada essa junta.

Piso para a sala: escolha e considerações

Agora que você já sabe mais sobre as três opções de piso para a sala, chegou a hora de escolher. Nesse momento, é preciso levar em conta alguns detalhes, como a passagem de pessoas, a utilização da sala e o orçamento. Considerar esses pontos vai ajudar a escolher a melhor opção para você e sua família.

Sua sala fica em uma disposição na planta da sua casa ou do seu apartamento em que sempre será preciso passar por ela para acessar outros cômodos? Então, não escolha o mármore, pois ele é o mais frágil entre os três e danifica com mais facilidade.

O granito também pode desgastar. Porém, no caso dessa pedra, há ainda a opção do polimento para renovar. O porcelanato, por outro lado, tem alta durabilidade para áreas com grande circulação de pessoas.

Com relação à utilização da sala, é preciso considerar se você pretende comer ou beber nesse local. O mármore é uma pedra porosa que absorve, com facilidade, líquidos e gordura. Portanto, se você pretende comer na sala, não escolha o mármore. O granito e o porcelanato são as melhores opções para esse caso, pois são de fácil manutenção e não absorvem líquidos que eventualmente possam cair sobre o chão.

Por último, opte por aquele piso que seja não apenas bonito, mas que também caiba no seu orçamento. As pedras naturais são mais caras, mas trazem toda a sofisticação de usar um material desse na casa.

Nos três casos, quanto maiores as peças, maior o valor. A padronagem escolhida também vai interferir no preço. Se as pedras ficarem muito acima do planejado, busque o porcelanato. Algumas marcas têm pisos que se parecem muito com o granito e o mármore.

Granito, mármore ou porcelanato, seja qual for a sua escolha, prometem deixar a sua casa nova muito mais bonita. Com essas dicas, você poderá escolher aquele que mais combina com você, seu estilo de vida e orçamento. Então, gostou dessas dicas para escolher o piso para a sala? Curta a nossa página no Facebook para receber muito mais conteúdos interessantes e úteis para a sua casa.

Escreva um comentário