Saiba quais são os principais custos com financiamento imobiliário – Blog da ECAP: abordagens exclusivas de morar com qualidade e bem-estar.
Pauta Imobiliária

Saiba quais são os principais custos com financiamento imobiliário

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Comprar um imóvel não é uma decisão fácil. Casas, apartamentos e terrenos requerem um alto investimento e, por esse motivo, é preciso se planejar bem para atingir esse objetivo.

Em geral, poucas pessoas têm condições de adquirir um imóvel à vista. Para ajudar nisso, o financiamento imobiliário surge como uma ótima alternativa. Antes de seguir adiante, tenha muito cuidado, pois estamos falando de um compromisso de longo prazo.

Tenha em mente que outras despesas vão aparecer ao longo do caminho. Não estamos só falando dos valores da entrada e da parcela, mas também dos impostos, juros, documentação, seguros, entre outros. Por isso, separamos aqui neste post os principais custos referentes ao financiamento imobiliário. Confira!

Juros

Cada instituição bancária oferece opções de financiamento com diferentes taxas de juros. O tempo de contrato e o valor das parcelas são levados em conta nesse cálculo. Esse é o principal custo que o comprador deve ficar atento, pois, em alguns imóveis, os juros podem chegar até a 50% do valor do financiamento!

Seguros

Se o financiamento é feito por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) será necessário contratar dois tipos seguros: Danos Físicos do Imóvel (DFI) e Morte ou Invalidez Permanente (MIP).

O DFI cobre os prejuízos causados por fatores externos, excluindo incêndios, explosões, inundações ou alagamentos, queda de raios, destelhamentos ou desmoronamento total e parcial. Esse seguro não cobre problemas causados por má conservação, desgaste natural, falta de manutenção, vícios de construção, erros de cálculos estruturais e problemas no imóvel antes de o seguro ser feito.

Já o MIP é o seguro responsável por quitar o restante do financiamento do imóvel caso ocorra morte ou invalidez permanente, visto que no último caso a pessoa é impossibilitada de trabalhar para sempre.

Os dois seguros são pagos junto com as parcelas do financiamento e representam de 3% a 5% do valor total de cada uma das prestações. Uma quantia considerável ao levar em conta o montante total pago.

Registro do imóvel

O registro é outro documento obrigatório para quem está comprando um imóvel. Ele atesta quem é o proprietário do bem no livro de registros da região em que o imóvel se localiza. O valor do documento depende do estado em que está sendo feita a compra e do valor total da transação e fica em torno de 1% do valor financiado.

Escritura

No caso do financiamento imobiliário, o contrato com a instituição financeira representa uma escritura temporária. Após quitação, é preciso lavrar a escritura definitiva, que é o documento que transfere a validade jurídica em definitivo para o nome do comprador. Seus custos são baseados no valor do imóvel e variam de tabelionato para tabelionato.

Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)

O ITBI é uma taxa cobrada pela prefeitura e deve ser pago pelo comprador do imóvel. Em geral, é calculado sobre o valor de transação, ou seja, o valor pago pelo imóvel, custa cerca de 2% ou 3% do investimento.

Agora que você está por dentro dos custos envolvidos em um financiamento imobiliário, está preparado para comprar o seu imóvel? Ou quer mais dicas sobre esse assunto? Seja o que for, procure a ECAP Engenharia nas redes sociais ou entre em contato com a nossa equipe pelo telefone (61) 3246-2721.

Escreva um comentário